Fenicafé aborda a força da irrigação e das mulheres na cafeicultura

Após dois anos sem realização do evento por conta da pandemia, a Feira de Irrigação em Cafeicultura (Fenicafé) foi realizada este ano, promovida pela Associação dos Cafeicultores de Araguari (ACA) e a Federação dos Cafeicultores do Cerrado, com apoio da Embrapa Café. O evento aconteceu na cidade de Araguari, no Triângulo Mineiro, entre os dias 5 e 7 de abril. A feira completou 25 anos e abordou como tema “A força da cafeicultura irrigada”.

Além de palestras, debates e workshops, outros momentos foram destaque durante o evento. Dentre eles, o painel “Mulheres na cafeicultura brasileira”. No painel, foram compartilhadas experiências e histórias de vida das mulheres envolvidas com o universo do café. Participaram Maria Gabriela Baracat (Fazenda Dois Irmãos), Lucimar Silva (Guima Café), Poliana Fukuda (Fazenda Baú), Evanete Peres (Fazenda Paraíso), Linda Moreno (Fazenda Líder), Juliana Rezende Mello (Fazenda Santa Bárbara) e Polliana Dias Ferreira Soares, da Federação dos Cafeicultores do Cerrado.


Outro destaque foi a participação do ex-ministro professor Alysson Paolinelli no encerramento da 25ª edição da Fenicafé. Ele foi um dos indicados ao prêmio Nobel da Paz em 2021 pela contribuição e dedicação à agricultura tropical, segurança alimentar e sustentabilidade. O ex-ministro também foi líder da revolução agrícola tropical sustentável, que contribuiu com o Brasil e outros países do cinturão tropical.


A feira também é um espaço de divulgação de pesquisas e exposição de empresas que produzem produtos voltados para a cafeicultura. O evento atrai o público de produtores, pesquisadores, engenheiros, técnicos e estudantes que buscam conhecimentos na área de irrigação e cultivo de café.

0 comentário