Conflito Rússia e Ucrânia segue impactando preços do café


A segunda-feira (18), pós-feriado, é de desvalorização para os principais contratos na Bolsa de Nova York (ICE Future US). Por volta das 08h43 (horário de Brasília), julho/2022 estava em queda de 190 pontos, negociado por 221,85 cents/lbp; setembro/2022 tinha baixa de 215 pontos, cotado por 221,55 cents/lbp; dezembro/2022 tinha desvalorização de 170 pontos, valendo 221,35 cents/lbp.


O mercado futuro do café arábica encerrou a última sessão sentindo, ainda, a pressão do conflito entre Rússia e Ucrânia, que traz incertezas em relação ao consumo da bebida no Leste Europeu. Os dois países juntos consomem aproximadamente seis milhões de sacas no ano. Além do consumo, pesam sobre os preços as questões dos fertilizantes e logística.


"Os rápidos movimentos de sobe e desce na ICE em Nova York continuam refletindo interesses de curto prazo de fundos e especuladores. A guerra, com a invasão da Ucrânia pela Rússia, continua e aparentemente está longe de terminar. Operadores derrubaram as cotações do café em Nova York esta semana, lastreados em uma possível queda de consumo na Rússia e na Ucrânia", destaca a última análise do Escritório Carvalhaes.


Fonte: Notícias Agrícolas.

0 comentário