Beleza e importância da florada do café


Preenchendo os cafezais de suavidade e perfume, a florada do café é um período essencial para o bom resultado desse grão que tanto amamos. Suas flores brancas e levemente perfumadas embelezam o campo e é uma das etapas mais importantes da cadeia produtiva, pois definirá o potencial produtivo do cafezal. O volume e a uniformidade da florada dão origem ao fruto e, consequentemente, ao grão de café. Por isso, quanto maior for a quantidade de flores produzidas pela planta, maior será a quantidade de grãos no fim da safra.


A florada do café é resultado de diversos processos que envolvem os fatores biológicos do cafeeiro e também as interações dele com as questões ambientais. Ela costuma acontecer no período da primavera, entre os meses de setembro e novembro. Apesar disso, é possível que aconteça mais de uma no ano, dependendo das características do cultivo e dos fatores ambientais de cada local. O auge do fenômeno normalmente dura de dois a três dias.


Além de se preocupar com a nutrição complementar, o produtor também precisa se preocupar com o manejo do solo, verificando a quantidade de nutrientes e o índice de água disponíveis. Assim, o florescimento acontece de maneira adequada e gera bons frutos.


A flor do café tem em si tanto a parte masculina quanto a feminina da planta, o que permite que ela realize a autofecundação. A floração do cafeeiro é dividida em quatro etapas: iniciação, diferenciação, dormência e abertura da flor, e elas ocorrem ao longo de todo o ano, começando na formação do botão de flor e indo até o seu crescimento completo. Cada uma das etapas também apresenta sua importância para um melhor resultado no momento da colheita.


Fora todos esses aspectos técnicos e explicativos, é, de fato, um espetáculo à parte avistar um cafezal tão florido neste período. “Meu cafezal em flor, quanta flor, meu cafezal...”. A música Flor do Cafezal, de Cascatinha e Inhana, imortaliza esse momento tão sublime que o café nos proporciona.

0 comentário

Posts recentes