top of page

ABIC elege Pavel Cardoso como novo presidente

Atualizado: 4 de jul. de 2022


Cardoso coordenará os rumos da Associação no triênio de 2022/2025 (Foto: ABIC)

Ontem, 21 de junho, na reunião do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC), realizada na sede da entidade, no Rio de Janeiro, Pavel Cardoso foi eleito o novo Presidente da Associação para o triênio de 2022/2025. Cardoso é formado em direito pela Universidade Católica de Salvador e é sócio gestor da Café Sobesa, a maior empresa do ramo na Bahia, atuando há mais de 50 anos na comercialização e produção do alimento no estado. Na ABIC, já atuou como Vice-Presidente de Qualidades e Certificações, no período de 2013/2016 e, como Vice-Presidente Jurídico, entre 2019 e 2022.


No seu discurso de posse, o novo Presidente destacou os avanços conquistados pela ABIC em 49 anos de atuação no resgate à credibilidade do café brasileiro, cujos programas de Pureza e Qualidade são reconhecidos internacionalmente pela Organização Internacional do Café (OIC) e referendado em mais de 60 países. Ele afirmou querer dar seguimento a esse trabalho: “Estamos iniciando uma nova fase, vamos fortalecer e expandir ainda mais nossos programas e processos, de forma ampla e responsável, com total empenho, para se obter cada vez mais relevância da nossa associação.”


O presidente determinou as cinco diretrizes de sua gestão, que visa implementar novos projetos com um olhar para as tendências do mercado. São elas:

1. Defesa da Qualidade Certificada, ampliando os programas de certificações com maior divulgação junto aos Associados e aos consumidores, através das mais diversas ferramentas e tecnologias disponíveis para que o brasileiro possa cada vez mais receber um café de qualidade na sua mesa.

2. Ampliar o Consumo, buscando desenvolver o maior e melhor programa de marketing possível do café brasileiro, com suas ricas e diversas variações, origens, seus benefícios para saúde, contando com o apoio coordenado dos Associados.

3. Estimular a Sustentabilidade e a responsabilidade sócio ambiental, fomentando o desenvolvimento sustentável do mercado e dos Associados, incentivando as boas práticas, o consumo consciente, buscando parcerias para novos processos e soluções que preservem o meio ambiente.

4. Contribuir para a valorização da imagem institucional da ABIC e dos seus Associados, ampliando a qualificação dos números e indicadores setoriais, seus programas, certificações e serviços, e o relacionamento entre os agentes da cadeia, entidades representativas do setor, sindicatos das indústrias de café, visando ampliação da base de Associados e o fortalecimento do café brasileiro na percepção do consumidor.

5. Ampliar as exportações de café torrado e moído com projetos e ações efetivas que apoiem o desenvolvimento e incentivem a internacionalização das indústrias associadas, buscando incrementar toda a cadeia com a exportação do nosso café como produto acabado, com maior valor agregado, visando incrementar a rentabilidade do nosso industrial e criando mais empregos para todo segmento.


Além dessas diretrizes, Cardoso defendeu a participação e fortalecimento do Conselho Consultivo da ABIC, formado por Almir Filho, que presidiu a ABIC no período 2008/2011, Marcelo Barbieri, CEO da Melitta South America, André Maurino, Presidente da JDE Brasil, Ricardo Silveira, ex-Presidente da ABIC no triênio 2019/2022 e Vicente Lima, da 3corações.


O presidente destacou que em 2023 a Associação completará 50 anos: “A ABIC tem muitas conquistas e vitórias a serem comemoradas, atingidas com grandes esforços de todo o setor e dedicação de nossas lideranças.” Ele concluiu seu discurso afirmando haver muitas tarefas a serem feitas, mas que está confiante que sua gestão será pautada pela busca do consenso, sem nunca deixar de lado as necessidades dos Associados.

0 comentário

Comments


bottom of page