Produção de café arábica ocupa área de 1,5 milhão de hectares no Brasil

O Sumário Executivo do Café – Novembro 2020, elaborado e divulgado pela Secretaria de Política Agrícola, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, aponta que a produção da espécie de café arábica no Brasil está presente em quatro das cinco regiões macroeconômicas - Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste - e ocupa uma área total de 1,5 milhão de hectares. A produção é estimada em 47,37 milhões de sacas e a produtividade média é de 31,27 sacas por hectare, esse ano. Com relação ao canéfora (conilon), a área ocupada na produção corresponde a 369,6 mil hectares, com volume de 14,25 milhões de sacas e produtividade média de 38,56 sacas por hectare.

Quanto à produção de café arábica na região Sudeste, que congrega os maiores estados produtores dessa espécie, as lavouras ocupam 1,4 milhão de hectares. Minas Gerais, que é o maior estado produtor do País, ocupa 1,03 milhão de hectares, que correspondem a 73,5% do total da região, e deverá produzir 33,14 milhões de sacas, com produtividade média de 32,12 sacas por hectare. Em segundo lugar vem São Paulo com 201,5 mil hectares (14,3%), produção calculada em 6,15 milhões de sacas e produtividade de 30,56 sacas por hectare. Em terceiro lugar está o Espírito Santo, que ocupa 156,3 mil hectares com o cultivo de arábica, área que equivale a 11% do cultivo da espécie na região, com produção de 4,47 milhões de sacas e produtividade de 28,64 sacas por hectare. Na sequência, está o Rio de Janeiro, com produção de 346 mil sacas, numa área de 11,68 mil hectares (0,8%) e produtividade de 29,61 sacas por hectare. Como se observa, com base nesses números, a produção total de café arábica estimada em 44,12 milhões de sacas, na região Sudeste, ocupa 1,4 milhão de hectares, com produtividade média de 31,49 sacas por hectare em 2020.

A segunda maior região produtora de café arábica é o Nordeste, que, esse ano, terá uma produção de dois milhões de sacas e produtividade de 29,84 sacas por hectare em uma área de 67,63 mil hectares. A região Sul produz essa espécie numa área de 35,55 mil hectares, com produção estimada em 937 mil sacas e produtividade de 26,37 sacas por hectare. Por fim, o Centro-Oeste, onde a produção de café arábica, em 2020, foi calculada em 240,5 mil sacas, numa área de 6,15 mil hectares e produtividade de 39,09 sacas por hectare.


0 comentário