Pesquisa inédita revela participação das mulheres no setor cafeeiro



Mais de 40 mil estabelecimentos agrícolas brasileiros com produção de café são dirigidos por mulheres. Apesar de aparentar uma quantidade significativa, esse número representa apenas 13,2% dos 304,5 mil existentes.


Além das dirigentes, há também aquelas que estão na condição de cônjuge em codireção, sendo 32,4 mil mulheres em estabelecimentos com café arábica e 15,7 mil com café canephora. Dessa forma, pode-se afirmar que há um público feminino de 88.700 mulheres dirigindo e codirigindo estabelecimentos com café em todo o Brasil.


Esses dados foram levantados em 2017, no último Censo Agropecuário realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que, pela primeira vez, trouxe dados sobre gênero na produção do café.


O trabalho foi elaborado pelas pesquisadoras Helena Alves, da Embrapa Café; Cristina Arzabe, da Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas da Embrapa; e Margarete Volpato, da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), com apoio de Marcelo Oliveira, do IBGE.


As informações foram organizadas de forma didática, em infográficos, no folder Mulheres Cafeiculturas, na Expocafé Mulheres, um quadro especial da Expocafé 2021.